2009/07/28


Sobre meu N800

Meu tablete de Internete Nokia N800 chegou há quase uma semana. Ainda não sei se juntei experiência o bastante pra escrever um grande review matador, mas pretendo no futuro.

Mas existem algumas particularidades dele que eu não tinha me dado muita conta antes de começar a usar, e que chamam ou que deveriam chamar a atenção das pessoas. Aqui vai uma lista de 10 "pontos" a respeito do referido tablete, o que ele faz e não faz, pra ajudar as pessoas entenderem melhor do que se trata, e talvez me dizerem menos que "eu deveria ter comprado isso ou aquilo".

1_ Ele tem wi-fi. A idéia é ficar ligado na Internet o tempo inteiro, e por wi-fi que geralmente é rápido e barato se vc frequentar os lugares certos. O futuro não é mais apenas "mobile", é "mobile" e "always on". Celulares são "always on", esse produto, assim como outros da Nokia, pretendem explorar o "always on" que foi desbravado meio que inadvertidamente pelos celulares, e curiosamente não é um celular!...

2_ Não é um celular. Poisé, que pena. Muitas passoas se espantam porque estão seguindo esse novo paradigma de que é legal ter um celular cebolão. Eu sou contra, quero um celular mínimo. Por exemplo, não quero que o uso do celular em uma ligação telefônica me atrapalhe em minhas outras atividades com o dispositivo, e pra isso o certo é que o celular seja um dispositivo independente mesmo.

3_ Tem Bluetooth. Isso quer dizer, por exmplo, que vc pode usar um celular violento pra entrar na Internet através dele, se vc precisar muuuito entrar na Internet por celular. Dá pra fazer tudo mais que é possível com bluetooth tb. Usar teclados blutute, usar GPS por bluturfe, trocar pequenos arquivos, isso tudo aí...

4_ Continuando nas conectividades, ele tem uma portinha USB que, além de te permitir ligar como dispositivo escravo no computador (normal...) tem uma gambi que faz funcionar como porta tipo "host", te permitindo ligar todas coisas USBs. Não sei o quão bem isso funciona, mas se aguentar ligar qqr tipo de coisa, como joysticks e o escambau, isso é beeem interessante.

5_ Ele tem zilhões de aplicações, e tem uma tela enorme. É tipo um computadorzinho. Minha impressão é de que não é um celular que quer virar um computador, mas sim um mini computadorzinho, um netbook desidratado. Mas acho q não tem tantas aplicações quanto um iPhone da vida. Não posso julgar, não conheço o mundo os handhelds...

6_ Ele tem um verdadeiro "desktop" quando vc liga. O funcionamento da interface é muito como de uma interface gráfica de computador mesmo, adaptado pra tela touchscreen, com menos restrições do que interfaces de celulares. Celular é muito modal...

7_ Esse ponto é importante. O N800 é multi tarefa, vc pode rodar x aplicativos ao mesmo tempo (a memória é meio pequena, mas dá pra fazer muita coisa). Tem "copiar" e "colar". Vc pode entrar num browser, copiar algo, mandar prum amigo via IM, e depois copiar a resposta dele e jogar num blogger da vida, sei lá. Dá pra ouvir música fazendo outras coisas numa boa. Ouvi dizer que tem telefones e outros handhelds por aí que não funcionam assim. Como viver sem isso??? Deve ser uma vida completamente diferente. E por isso ser algo tão diferente, a comparação do N800 com esses outros aparelhos começa até a perder o sentido.

8_ O browser, baseado em mozilla, tem java e flash. Dá pra tocar vídeo no youtube. E também tem suporte a OGG, e outros aplicativos que só existem porque é uma plataforma de desenvolvimento bastante aberta. O dispositivo meio que caiu nas graças do público a queem era mesmo destinado: gente que curte Linux, e tem perfil de desenvolvedor. É gente que não se importa muito se um certo aplicativo não está funcionando direito, e gente que vai eventualmente resolver problema se ajudar toda a comunidade publicando a solução. Ou seja, ao mesmo tempo tem um pouco de "não é pra quem quer, é pra quem pode", e também "é pra quem quer coisas malucas que você vai ter que fazer pra vc mesmo".

9_ Ainda sobre o universo de desenvolvimento e disponibilidade de aplicativos. Não existem polêmicas sobre o que alguém vai deixar ou não fazerem pra ele. E tem muitas bibliotecas similares ao que existe em desktops. É uma plataforma de desenvolvimento quase tão aberta e convencional quanto em computadores pessoais.

10_ Pra completar 10... Nunca usei celulares "cebolão" nem maçãzão, não sei bem como é a experiência de ir usando ali o touchscreen com diferentes programas... mas estou muito feliz com a idéia de botarem os botões da esquerda ali. Tem o "d-pad", tem um botão que vai pro desktop, tem um botão pra abrir o menu do aplicativo e outros. Ajuda muito. Ah, e não vamos esquecer o suporte que te deixa apoiar o telefone numa mesa a 45 ou a 67.5 graus ((180-45)/2 = 67.5). Outra coisa que não poderia viver sem!!...

Por hoje é só. Vou viajar hoje e aposto q vou passar a noite toda mexendo nele até acabar a pilha!!

3 comments:

Lia said...

Sou super a favor! Meu celular só fala e manda SMS. Tou cobiçando uns dispositivos móveis multimídia desses, mas confesso que a vontade de TROCAR meu celular por outro é zero. Posso ter os dois. Não posso?

NIC1138 said...

É isso aí, nada de mega celularzão "one gadget to rule them all". Por acaso quem usa relógio de pulso deixa de usar porque tem relógio no celular? Que dizer de quem ainda usa relógio eletro-mecânico? As pessoas deixam de comprar um saca-rolas bom porque o canivetinho suíço delas se propõe a fazer o trabalho?

Coisas demais num aparelho só às vezes significa que serão coisas não tão boas, e você vai sacrificar a qualidade das partes mais essenciais do aparelho para ter um preço um pouco menos caro. E não nos esqueçamos que quanto mais caro um aparelho, mais você tá pagando só pelo marketing e pela exclusividade.

O preço do N800 (usado, pq ele já é meio velho) é ótimo comparado com os celulares mais estribados, que chegam a orbitar os R$2.000. É mais barato do que os netbooks da vida também. Se seu esquema é ter uma maquininha fácil de carregar, e usar aplicativos simples (i.e. nada de gimp blender e gcc) recomendo veementemente.

Dá pra ler PDF enquanto ouve música. Dá pra ler e-mail e entrar em IMs, e até tem um cliente legalzinho de twitter. Mas também entra no gmail.com e twitter.com e outros sites (ouvi falar q dá pra usar google docs)

Tem programas que baixam os seus podcasts pra você ouvir. Tem altos programas de mapas, tem gente que usa no lugar desses gps de automóvel, que são máquinas bastante restritas e por um preço similar.

Com grana vc compra dois cartões SD gigantes e fica com um mega pendrive de 64GB com bluetooth e wi-fi.

Mas não vou mentir, é tudo meio experimental, tem uns programas q travam, a memória é meio curta. Pessoalmente, não acho problema, estou feliz da vida. Mas sei que irritaria muitas pessoas...

A propósito, a Nokia vai anunciar um novo tablet em alguns dias. É bom ficar de olho pra saber o que vai acontecer nesse meio no futuro próximo...

NIC1138 said...

...E já que falamos sobre rodar The GIMP no N800, não é que um maluco fez isso???

http://www.youtube.com/watch?v=_2jVHqvDW5M